Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos

PortuguêsEnglishFrançaisEspañolItaliano简体中文

NOTÍCIAS

Dezembro 22nd, 2021

𝗠𝗢𝗡𝗧𝗘𝗣𝗨É𝗭 𝗝Á 𝗖𝗢𝗡𝗧𝗔 𝗖𝗢𝗠 𝗠𝗔𝗜𝗦 𝗨𝗠𝗔 𝗣𝗢𝗡𝗧𝗘 𝗣𝗔𝗥𝗔 𝗟𝗜𝗚𝗔𝗥 𝗔 𝗭𝗢𝗡𝗔 𝗢 𝗡𝗢𝗥𝗧𝗘 𝗘 𝗢 𝗥𝗘𝗦𝗧𝗢 𝗗𝗔 𝗣𝗥𝗢𝗩Í𝗡𝗖𝗜𝗔

O advento das calamidades naturais a destacar a ocorrência do Ciclone Kenneth, o recrudescimento de ataques por grupos armados em alguns distritos a Norte de Cabo Delgado e a necessidade de incrementar a economia da região faz parte da agenda do Governo. Nesta Quarta-feira, 22 de Dezembro, o Ministro das Obras Públicas Habitação e Recursos Hídricos fez a entrega da ponte sobre o Rio Messalo, no Posto Administrativo de Nairoto, distrito de Montepuéz, com apelos para a observância da capacidade de carga dos veículos.

Com uma extensão de 75 Metros, a infra-estrutura está enquadrada no Plano de Reconstrução de Cabo Delgado, cujas obras consistiram na reposição de uma das secções da Estrada N380, construção de um aqueduto em Miangalewa, destruídas há dois anos pelas chuvas, melhoramentos localizados ao longo de 62 km da Estrada Metuge-Mahate, reabilitação da ponte sobre o Rio Nangua, no troço Muepane-Metuge e a construção de uma ponte sobre o Rio Messalo em Nairoto, na estrada Montepuéz-Mueda.

Avaliada em pouco mais de 209 Milhões de Meticais, financiados pelo Governo de Moçambique, a infra-estrutura vai reanimar as actividades de geração de rendimentos na zona Norte da Província, facilitar o apoio humanitário bem como a retoma do normal funcionamento dos órgãos de administração pública na região e melhorar as condições de transitabilidade de pessoas e bens na presente época chuvosa 2021/2022.

Orientando a cerimónia de inauguração, o Ministério da Obras Públicas Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine explicou que a ponte está equipada de tecnologia capaz de fazer face as alterações climáticas a destacar a possível elevação do caudal do rio, porque “𝘴ó 𝘥𝘦𝘴𝘵𝘢 𝘮𝘢𝘯𝘦𝘪𝘳𝘢 é 𝘲𝘶𝘦 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘦𝘨𝘶𝘪𝘮𝘰𝘴 𝘲𝘶𝘦 𝘰𝘴 𝘯𝘰𝘴𝘴𝘰𝘴 𝘢𝘶𝘵𝘰𝘮𝘰𝘣𝘪𝘭𝘪𝘴𝘵𝘢𝘴, 𝘵𝘳𝘢𝘯𝘴𝘱𝘰𝘳𝘵𝘦𝘮 𝘰𝘴 𝘴𝘦𝘶𝘴 𝘣𝘦𝘯𝘴 𝘢𝘴𝘴𝘪𝘮 𝘤𝘰𝘮𝘰 𝘱𝘦𝘴𝘴𝘰𝘢𝘴”.

Entretanto, João Machatine, mais uma vez, demostrou sua preocupação com o alto nível de desrespeito das normas por parte dos transportadores nesta província, sobretudo no excesso da capacidade da carga recomendada, uma das principais causas para a degradação e pouca durabilidade das infra-estruturas públicas “𝘯ã𝘰 𝘦𝘴𝘵𝘢𝘮𝘰𝘴 𝘢 𝘱𝘳𝘰𝘪𝘣𝘪𝘳 𝘲𝘶𝘦 𝘵𝘳𝘢𝘯𝘴𝘱𝘰𝘳𝘵𝘦𝘮 𝘮𝘢𝘥𝘦𝘪𝘳𝘢 𝘰𝘶 𝘰𝘶𝘵𝘳𝘰 𝘵𝘪𝘱𝘰 𝘥𝘦 𝘱𝘳𝘰𝘥𝘶𝘵𝘰, 𝘧𝘢ç𝘢𝘮 𝘱𝘢𝘳𝘢 𝘥𝘪𝘯𝘢𝘮𝘪𝘻𝘢𝘳 𝘢 𝘦𝘤𝘰𝘯𝘰𝘮𝘪𝘢, 𝘮𝘢𝘴 é 𝘪𝘮𝘱𝘰𝘳𝘵𝘢𝘯𝘵𝘦 𝘲𝘶𝘦 𝘦𝘴𝘵𝘦 𝘵𝘳𝘢𝘯𝘴𝘱𝘰𝘳𝘵𝘦 𝘰𝘤𝘰𝘳𝘳𝘢 𝘥𝘦𝘯𝘵𝘳𝘰 𝘥𝘰𝘴 𝘭𝘪𝘮𝘪𝘵𝘦𝘴 𝘢𝘥𝘮𝘪𝘴𝘴í𝘷𝘦𝘪𝘴. 𝘛𝘰𝘥𝘰𝘴 𝘴𝘢𝘣𝘦𝘮𝘰𝘴 𝘦𝘮 𝘲𝘶𝘦 𝘤𝘰𝘯𝘥𝘪çõ𝘦𝘴 𝘰 𝘯𝘰𝘴𝘴𝘰 𝘱𝘢í𝘴 𝘴𝘦 𝘦𝘯𝘤𝘰𝘯𝘵𝘳𝘢, 𝘴𝘦 𝘯ã𝘰 𝘷𝘢𝘭𝘰𝘳𝘪𝘻𝘢𝘳𝘮𝘰𝘴 𝘰𝘴 𝘯𝘰𝘴𝘴𝘰𝘴 𝘪𝘯𝘷𝘦𝘴𝘵𝘪𝘮𝘦𝘯𝘵𝘰𝘴, 𝘦𝘴𝘵𝘢𝘳𝘦𝘮𝘰𝘴 𝘢 𝘳𝘦𝘨𝘳𝘦𝘥𝘪𝘳 𝘵𝘰𝘥𝘰 𝘰 𝘯𝘰𝘴𝘴𝘰 𝘴𝘢𝘤𝘳𝘪𝘧í𝘤𝘪𝘰, 𝘦𝘯𝘵ã𝘰, é 𝘪𝘮𝘱𝘰𝘳𝘵𝘢𝘯𝘵𝘦 𝘲𝘶𝘦 𝘵𝘦𝘯𝘩𝘢𝘮𝘰𝘴 𝘦𝘴𝘴𝘢 𝘤𝘰𝘯𝘴𝘤𝘪ê𝘯𝘤𝘪𝘢”, disse.

Nos últimos dois anos, de acordo com Machatine, o sector investiu cerca de 470 milhões de meticais na reabilitação e construção de pontes que dão aceso às zonas mais necessitadas na província, das quais Muepane-Metuge, Mahate e Montepuéz que cederam por causa da fúria das águas dos rios, na sequência das intensas chuvas que caíram nos últimos dias.