Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos

PortuguêsEnglishFrançaisEspañolItaliano简体中文

NOTÍCIAS

Agosto 27th, 2018

Primeiro-Ministro encoraja MOPHRH na aceleração das metas do PQG 2015-2019

O desenvolvimento de infraestruturas, sobretudo à alternativa para o reforço do abastecimento de água à Região do Grande Maputo, a ponte Maputo-Katembe, o projecto de habitação para jovens, entre outros, marcam a tónica da exposição do Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos (MOPHRH) na 54ª edição da FACIM 2018. Na abertura, fomos contemplados pela visita do Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário que percorreu a área de exposição do MOPHRH, no Pavilhão Moçambique onde estamos integrados.

Do Rosário não se conteve na hora de elogiar e encorajar o Ministério na continuidade do trabalho que vem desenvolvendo, visando impulsionar o desenvolvimento de infraestruturas no País.


Arrancou na segunda-feira, 27 de Agosto, em Ricatla, distrito de Marracuene, a 54ª edição da Feira Internacional de Maputo (FACIM 2018), a maior amostra de negócio em Moçambique, que este ano conta com a participação de vinte e oito países. A abertura oficial da FACIM foi dirigida pelo Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário.

A edição 2018, que se prolonga até domingo, 2 de setembro, decorre sob o lema “Moçambique e o mundo alargando o mercado, promovendo investimento e potenciais parcerias”.

Durante a cerimónia de abertura que antecedeu a uma visita aos pavilhões, o Primeiro-Ministro seguiu visita ao Pavilhão Moçambique que integra todas as Províncias do país e parte considerável dos Ministérios, tendo escalado inclusive, a montra do MOPHRH. Aqui o PM passou por cada instituição do Sector e deixou mensagens de apelo e encorajamento.

A área de exposição do MOPHRH nesta edição da FACIM resume-se nma expendida combinação de factores que o senso comum não tem contacto, reservando-se apenas ao seu imaginário. Porém, o Ministério levou ao encontro dos visitantes da feira, revelando o investimento que o Governo faz em infraestruturas de abastecimento de água, gestão dos recursos hídricos, saneamento, estradas e pontes e habitação.

Uma das grandes inovações da FACIM 2018 é a componente cultural, que decorre durante toda semana, contrariando a tendência das edições anteriores. No Pavilhão do MOPHRH, o grupo de dança tradicional Milorho toma conta do recado.

Estima-se que perto de 95 mil pessoas poderão visitar a feira durante os sete dias que vai durar a mostra, de acordo com o director geral da Agência Para a Promoção de Investimento e Exportações (APIEX), Lourenço Sambo.