Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos

PortuguêsEnglishFrançaisEspañolItaliano简体中文

NOTÍCIAS

Outubro 31st, 2020

Obras da Ponte Metálica sobre o Rio Licungo na Zambézia decorrem a bom ritmo

A ponte metálica sobre o rio Licungo na região de Malei irá facilitar a ligação entre os distritos de Namacurra, Maganja da Costa, Mucubela e Pebane, garantindo o escoamento de produtos que vem das zonas de produção destes distritos aos centros de comercialização de toda a província e para o país.

O Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine, visitou hoje 31 de Outubro de 2020, as obras de construção desta ponte estratégica avaliada em cerca 914 meticais, com capacidade para suportar 48 toneladas de carga, que terá uma extensão de 2km com 2 secções, ambas com 7.60m de largura, sendo a primeira de 108m e a segunda de 822m.

O nível de execução das obras neste momento é de 24% e o aprovisionamento do material está a decorrer a bom ritmo, 55% da estrutura metálica já está no terreno e aguarda-se pela chegada do outro equipamento a partir do Porto da Beira. Entretanto, a montagem da superestrutura está dependente da chegada de alguns especialistas.

“Estamos com algum constrangimento no que diz respeito à mão-de-obra especializada para o início da cravação das estacas da superestrutura da ponte e acreditamos que com a declaração de Sua Excia o Presidente da República, a vinda destes técnicos chineses terá que se operar nos próximos dias e com isso devemos arrancar de imediato com a parte da superestrutura. A frente crítica da obra que compreende os aterros já está concluída, o que vai possibilitar a realização de trabalhos no período chuvoso. A parte restante da cravação de estacas pode ocorrer mesmo na época chuvosa ” – referiu o João Machatine.

A conclusão da obra está prevista para 14 de Dezembro de 2021, mas o empreiteiro terá quatro anos para garantir a sua manutenção.

Qualquer situação que acontecer quer na estrutura metálica, quer nos aterros, durante os quatro anos, será da responsabilidade do empreiteiro, razão pela qual eles são obrigados a fazer o trabalho mais exigido sob ponto de vista de qualidade que pretendemos – reiterou o ministro.